PORTUGUESE ASSOCIATION OF IMMIGRATION, INVESTMENT AND RELOCATION

Dia-a-Dia

Dia-a-Dia

INFORMAÇÕES GERAIS

Como chegar a Portugal

Portugal dispõe de 4 aeroportos principais em território continental e 1 em cada arquipélago:

Lisboa, Aeroporto da Portela
Porto, Aeroporto Dr. Francisco Sá Carneiro
Aeroporto de Faro
Aeroporto de Beja
Madeira – Aeroporto do Funchal
Açores – Ponta Delgada, Aeroporto João Paulo II

A TAP Portugal (www.flytap.com) é a companhia nacional e assegura mais de 75 destinos internacionais, para além de voos domésticos entre Lisboa, Porto, Faro, Açores e Madeira.

A SATA (www.sata.pt) assegura principalmente os voos entre todas as ilhas dos Açores, mas tem também alguns voos internacionais.

A Aerovip (www.aerovip.pt) – assegura o transporte aéreo entre as cidades portuguesas de Bragança, Vila Real, Viseu, Cascais e Portimão.

É também possível chegar a Portugal de autocarro. Os percursos são disponibilizados pelas empresas Eurolines (www.eurolines.fr) e Intercentro (www.internorte.pt).

Serviços regulares de autocarros ligam todas as cidades, vilas e as principais localidades em Portugal. Na Rede Nacional de Expressos em www.rede-expressos.pt é possivel encontrar rotas, horários e preços.

A CP – Comboios de Portugal (www.cp.pt), cobre todo o território continental, assegurando ainda ligações internacionais de comboio para Vigo, Madrid e Paris.

Transportes no Porto

No Porto, a rede de autocarros é a STCP cuja tarifa de bordo é de 2,00 euros.

O Metro de supeficie permite chegar aos subúrbios e a algumas das pequenas cidades em redor do Porto. O bilhete simples custa 1,60 euros.

Para deslocações fora do Porto a melhor opção serão aos comboios. Existem vários serviços, ligando centros urbanos e serviços de longa distância que fazem ligações a Espanha.

Os bilhetes combinados para autocarro, metro e comboio dentro da área urbana do Porto (Andante) custam 7 euros para um dia e 15 euros para 3 dias.

Pode simular trajetos e horários pelo Moovit ou o Google Maps.

O Porto conta ainda com os tradicionais autocarros turísticos – os Yellow Bus e os CitySightseeing.

Por 2,5 euros pode utilizar o Funicular dos Guindais, construido em 1891 que liga a Ribeira à Batalha, permitindo contemplar durante a viagem a Ponte Luís I, a muralha do Porto e as caves do Vinho do Porto que se encontram na margem do rio Douro.

Os Rabelos são embarcações históricas do rio Douro que transportavam as pipas do vinho do Porto. Servem hoje como barcos turísticos para navegar do rio.

No rio Douro é ainda possivel fazer pequenos cruzeiros entre as 6 pontes, bem como, viagens de maior curso desde o Porto até Barca d´Alva.

Transportes em Lisboa

Em Lisboa, a rede de autocarros é Carris, a tarifa de bordo nos autocarros é de 2,00 euros e nos elétricos de 3,00 euros.

No Metro de Lisboa, o bilhete simples custa 1,50 euros mas existe a opção “7 Colinas” e “Viva Viagem” por 0,50 euros e poderão ser carregados com bilhetes simples, ou com bilhetes combinados para as redes da Carris e Metro que custam 6,40 euros para um dia inteiro. Dispõe de quatro linhas: azul (Santa Apolónia-Reboleira), amarela (Rato-Odivelas), verde (Cais do Sodré-Telheiras) e vermelha (São Sebastião-Aeroporto). Pode consultar o mapa aqui.

O serviço de transporte ferroviário urbano é da responsabilidade da CP – Comboios de Portugal. A Linha de Sintra liga a estação ferroviária do Rossio a Sintra. E a linha de Cascais liga a estação ferroviária do Cais do Sodré a Belém, Estoril e Cascais. O bilhete de ida e volta custa 4,50 euros em qualquer uma das linhas. O valor deve estar carregado num cartão Viva Viagem ou 7 Colinas. Com Lisboa Card, os dois trajetos são gratuitos. Para aceder à margem sul do Tejo de comboio, o operador será a Fertagus. A Transtejo e Soflusa prestam um serviço público de transporte fluvial, assegurando a mobilidade entre as margens do rio via barco. Há ainda seis linhas de elétricos em Lisboa. A mais famosa é a linha 28E. Em funcionamento desde o século XIX estão 3 ascensores que permitem o transporte pelas ruas mais íngremes. O bilhete avulso de ida e volta e custa 3,80 euros. Pode simular trajetos e horários pelo Moovit, Google Maps ou Transporlis.

Viagem Lisboa – Porto

A viagem entre Lisboa e Porto pode ser feita de avião, carro (cerca de 3 horas), comboio ou autocarro.

No comboio Alfa Pendular (o mais rápido e confortável) pode custar de 31,20 a 43,60 euros (dependendo do tipo de carruagem escolhida) e no comboio Intercidades varia entre 25,00 e 37,00 euros.

De autocarro a viagem entre Lisboa e Porto poderá custar cerca de 20 euros.

Entre Lisboa e Porto aproveite para parar e conhecer Leiria, Fátima ou Aveiro.

Viagem Lisboa – Faro

A viagem entre Lisboa e Faro pode ser feita de avião, carro (cerca de 2.30 horas), comboio ou autocarro.

De Lisboa para Faro o bilhete pode custar entre 22,90 e 30,70 euros no comboio Alfa Pendular e entre 21,90 e 28,70 euros no comboio Intercidades.

A viagem por autocarro expresso de Lisboa para Faro, poderá custar cerca de 20 euros.

Entre Lisboa e Faro aproveite para conhecer a costa Alentejana ou as cidades mais interiores do Alentejo e Algarve.

As 10 maiores Cidades

Lisboa – A capital de Portugal

Sintra – Património mundial pela UNESCO

Vila Nova de Gaia – Junto ao Rio Douro

Porto – A capital do norte

Cascais – Estância de verão

Loures – A zona saloia

Braga – Referência religiosa do norte

Matosinhos – Na Foz no rio Leça

Amadora – Dormitório de Lisboa

Almada – Na margem sul do Tejo

Portagens

A circulação nas autoestradas está sujeita ao pagamento de portagens de dois tipos:

Nas portagens com cabines o pagamento é feito em numerário ou por cartão bancário, existindo uma forma alternativa de pagamento, a Via Verde, um sistema de teleportagem em que a cobrança é efetuada por débito bancário. Este sistema também está disponível para os veículos de matrícula estrangeira, através do Via Verde Visitors https://servicos.viaverde.pt/Visitors/

As vias com portagens eletrónicas estão identificadas. Vigora um sistema de cobrança exclusivamente eletrónico. Para efetuar o pagamento, os veículos com matrícula estrangeira poderão utilizar os meios de pagamento identificados em www.portugaltolls.com ou o Via Verde Visitors.

Mobilidade

Em Portugal estão disponíveis serviços de transporte privado como, Uber, Bolt, Kapten, Cabify, Taxify, eCooltra. Todos esles estão identificados com o símbolo TVDE no vidro.

Nos aeroportos, nas estações terminais e nas principais localidades, existem serviços de aluguer de automóveis sem condutor sendo igualmente possivel contratar um serviço de motorista.

Nas cidades é ainda possivel utilizar, para além dos táxis ou da oferta de transportes públicos, sistemas de aluger imediato de scooters elétricas, bicicletas com e sem motor e as chamadas “Trotinetas”.

Existe uma vasta rede de ciclovias nos centros das cidades para utilização exclusiva pelos ciclistas.

A Experimentar

Em Lisboa, o Hippotrip, um autocarro anfíbio que explora a capital portuguesa, por terra e água.

No Porto faça um cruzeiro pelo rio e experiêncie a subida e descida numa barragem. Em Aveiro uma experiência venesiana dentro de um moliceiro.

No Algarve, navegue nos canais da Ria Formosa entre as lagunas e pequenas ilhas.

No Alentejo disfrute da vista área sobre as planicies num passeio em Balão de Ar Quente ou, se preferir algo radical, um salto tandem.

Nos Açores, aproveite um passeio de Catamaran para ver e mergulhar com Golfinhos e na Madeira, os “carros de cestos”. Produzidos artesanalmente, com vimes e madeira, são conduzidos e controlados por dois carreiros que utilizam as próprias botas como travões.

 

Acidente ou Doença

Um imigrante que se encontre em território nacional e se sinta doente ou precise de qualquer tipo de cuidados de saúde, tem o direito a ser assistido num centro de saúde ou num hospital (em caso de urgência). Esses serviços não podem recusar-se a assisti-lo com base em quaisquer razões ligadas a nacionalidade, falta de meios económicos, falta de legalização ou outra.

Os cidadãos dos países da União Europeia, Islândia, Liechtenstein, Noruega ou Suíça, têm acesso a cuidados de saúde gratuitos ou com custos moderados desde que apresentem o Cartão Europeu de Seguro de Doença (emitido no país de origem) e o seu passaporte ou documento de identificação.

Os demais cidadãos não Europeus poderão igualmente recorrer ao Serviço Nacional de Saúde Público ou a qualquer hospital privado, apresentando o passaporte, mediante, o pagamento de uma taxa de consulta e exames.

Assistência Médica

A Saúde em Portugal caracteriza-se pela existência de um sistema de cuidados de saúde de elevada qualidade (classificado como o 9.º melhor da Europa e 12.º melhor do Mundo).

Coexistem 3 sistemas: o Serviço Nacional de Saúde (SNS), os regimes de seguro social de saúde para determinadas profissões (subsistemas de saúde) e os seguros de saúde privados.

O SNS é universal, geral e gratuito. É universal, uma vez que todos os cidadãos Portugueses e todos os residentes e estrangeiros em condições de reciprocidade, têm acesso. É geral por incluir os cuidados de saúde primários e diferenciados, a vigilância e promoção da saúde, a prevenção da doença, o diagnóstico e tratamento de doentes e a reabilitação médica e social. É gratuito, uma vez que o sistema é financiado inteiramente pelo Estado através dos impostos. Apesar da gratuidade, são cobradas taxas moderadoras, que visam limitar o acesso desnecessário.

Farmácias

Na generalidade, as Farmácias estão abertas ao público nos dias úteis entre as 9h e as 19h (algumas encerram para almoço entre as 13h e as 15h), e aos sábados das 9h às 13h, encontrando-se assinaladas por uma cruz verde iluminada, quando de serviço durante a noite.

Todas têm afixada na porta informação acerca das Farmácias que se encontram abertas à noite e estão mais próximas.

É possivel apresentar uma prescrição eletrónica enviada por um médico ou fazer a compra online de produtos não sujeitos a receita médica, os quais também estão disponiveis em “Parafarmácias”.

Ao utente é permitido escolher a opção genérica do medicamento receitado, na medida que tem o mesmo princípio ativo e finalidade, embora a preços diferentes.